A 5ª edição da Ultramaratona Caminhos de Rosa teve como tema A Boiada, um marco da literatura brasileira, inspirado na jornada de João Guimarães Rosa pelo sertão mineiro em 1952.

Melhores momentos Ultramaratona Caminhos de Rosa 2018 – Eq. Tripedal (Youtube/Tripedal)

A ultramaratona Caminhos de Rosa, inicia em Três Marias e vai até Cordisburgo, cidade natal do autor. É uma prova de resistência que tem como característica a superação de dificuldades climáticas e geológicas, parte na fria manhã com o orvalho no solo, segue por estradões com muitas “costelas”, uma densa camada de poeira e a todo vapor calor rumo a serra do Morro da Garça, atravessa densas florestas de Eucaliptos, até o desembocar da noite fria, com subidas intermináveis na chegada em Cordisburgo. Para ajudar a guiar os participantes pelo labirinto de árvores, estradas e trilhas, e até mesmo entretê-los, a sinalização conta com uma marcação noturna bem interessante, com piscas, materiais fluorescentes e refletivos.

O clima de amizade e o ambiente familiar e hospitaleiro, são um dos pontos fortes da prova. O Staff feito por voluntários são incríveis e cuidam muito bem dos atletas, sempre presentes nos pontos de apoio que trazem algumas especiarias e um afago. Além do apelo cultural presentes do início ao fim, envolvendo a comunidade e reforçando o conceito e a temática artística e artesanal, até mesmo nos troféus que são verdadeiras obras de arte.

Eq Tripedal - Andrequicé e Morro da Garça - caminhos de rosa 2018
Entre Andrequicé e Morro da Garça, Caminhos de Rosa 2018 (Carlos Augusto / Octopus Filmes)

A grande novidade deste ano foi a inclusão do percurso reduzido de 140km, de Morro da Garça à Cordisburgo, como evento de teste sob a chancela da Federação Mineira de Ciclismo, onde foi disputado o título de Campeão Mineiro de Ultramaratona, graças ao evento, definições e regras começaram a ser direcionadas para a categoria Ultramaratona de Mountain Bike e futuro Ranking Mineiro de Ultramatona de MTB e até mesmo para o Ranking Brasileiro. Inclusive, até o nosso famoso Ranking com as melhores Ultramaratonas de MTB do Brasil será alterado, devido as considerações que fizemos com o árbitro da FMC.

O campeão geral da Caminhos de Rosa de 2018, e novo recordista a percorrer os 300km com 4000m de ganho de elevação, foi Rafael Augusto de Paula com o tempo de 13h19. Entre as mulheres, Raquel Gontijo venceu pela terceira vez a ultramaratona. Nos 140km, Marcio Monteiro venceu a disputa e recebeu o título de primeiro Campeão Mineiro de Ultramaratona, com o tempo recorde de 6h24.

Equipe Tripedal - Caminhos de Rosa
Rumo à Cordisburgo/MG, Caminhos de Rosa 2018 (Carlos Augusto / Octopus Filmes)

E com a consolidação da Caminhos de Rosa como a principal ultramaratona de mountain bike non-stop do país, o organizador da prova, André Zumzum, promete muitas novidades para a próxima edição, como a criação de uma categoria especial para bicicletas “rústicas” (bicicletas básicas, como uma Barra Forte original, sem marchas ou acessórios especiais) para quem quiser provar que é um ciclista raiz, sem fingimento e quer fazer a prova no pêlo. E ele garante que “será a primeira prova do país com uma premiação com valor maior do que a bicicleta do participante”. Além disto, haverá aperfeiçoamento do receptivo e novas opções de acomodação para os atletas em Cordisburgo. Dentre outras novidades que serão divulgadas juntamente com o tema para 2019 na festa de lançamento que acontecerá no dia 15 de novembro em Belo Horizonte, MG.

 

Veja também

» Fotos da Caminhos de Rosa 2018
» Saiba mais sobre a Ultramaratona Caminhos de Rosa
» Confira o nosso Ranking com as Melhores Ultramaratonas de MTB do Brasil
» Conheça os principais tipos de provas do MTB Cross Country

Facebook: tripedalnetTwitter: @tripedalnetInstagram: @tripedalnetMore...