Principal ultramaratona de MTB das Américas terá como destaques 20 ciclistas de dez países, contando com diversos vencedores de campeonatos nacionais

Bart Bretjens Brasil Ride
Bart Brentjens em Arraial d’Ajuda (Armin Kuestenbrueck / Brasil Ride)

A oitava edição da Brasil Ride, entre 14 e 21 de outubro, na Costa do Descobrimento, no Sul da Bahia, terá uma constelação de estrelas do mountain bike mundial na disputa da principal ultramaratona de MTB das Américas. Entre os 500 inscritos, estarão pedalando entre Arraial d’Ajuda, em Porto Seguro, e Guaratinga, 20 ciclistas de dez países com currículos repletos de títulos nacionais ou mesmo internacionais, como campeonatos mundiais, continentais e até Olimpíada. O principal exemplo disso é a lenda do MTB, medalhista de ouro em Atlanta-96 e campeão mundial de 1995, o holandês Bart Brentjens.

Além de Bart Brentjens, mais 19 ciclistas formam esse seleto grupo de estrelas de seus países confirmadas na ultramaratona. No Brasil, a lista é vasta, com Abraão Azevedo, Halysson Ferreira, Henrique Avancini, Hugo Prado Neto, Raiza Goulão e Ricardo Pscheidt, os seis tendo vencido campeonatos brasileiros. Entre os portugueses, Celina Carpinteiro e Luis Leão Pinto estão confirmados como campeões nacionais, assim como Tiago Ferreira, campeão mundial e europeu. Outro holandês de destaque é Hans Becking, vencedor do campeonato holandês e bicampeão da Brasil Ride.

Da Áustria, está garantida a participação pelo quarto ano seguido de Kren Wolfgang, campeão europeu e mundial de MTB Indoor. Dupla de Raíza Goulão, a jovem francesa Margot Moschetti carrega no currículo os títulos de campeã nacional júnior de XCO e vice-campeã européia júnior, o que torna a parceria favorita ao caneco no feminino. Campeão mundial e grego, Periklis Ilias formará dupla com Tiago Ferreira, também podendo ser apontados como fortes candidatos ao título da open.

Completam o time dos campeões, a tricampeã chilena Pilar Covalan, que competirá ao lado de Ana Luisa Panini, Samuelle Porro, bicampeão italiano de maratona, que formará parceria com o atual campeão da Brasil Ride, seu compatriota Fabian Rabensteiner, os norte-americanos Sonya Looney, campeã Mundial de 24h, e Gordon Wadsworth, campeão nacional e da Ultra Endurance Series, formando uma dupla mista, e os dinamarqueses Sebastian Carstensen, campeão sub-23 da UCI Junior Series, companheiro de Hans Becking, e Soren Nissen, bicampeão nacional, que correrá com Luis Leão.

 
Samuele Porro Brasil Ride
Samuelle Porro correrá ao lado de Fabian Rabensteiner (Sportograf / Brasil Ride)

Equipe campeã busca o bi

O Team Trek Selle San Marco, que detém o título de atual campeão da Brasil Ride, volta à Costa do Descobrimento pronto para tentar manter-se com a camisa amarela da ultramaratona. Fabian Rabensteiner e Samuelle Porro formarão a dupla principal da “squadra azzurra”, com uma formação que está entre as favoritas ao título da oitava edição da competição.

 

Dupla recém confirmada

Oficializada nos últimos dias, a parceria entre Henrique Avancini e Jiri Novak promete dar o que falar. Além do currículo vitorioso na principal ultramaratona de MTB das Américas, com Avancini, vencedor em 2103, e Novak, bicampeão nos dois anos seguintes, eles chegarão à Costa do Descobrimento em alta, após o brasileiro ter feito história no Campeonato Mundial de MTB XCO (cross country olímpico), na Austrália, com a quarta colocação, ou seja, o melhor resultado de um latinoamericano na competição.

Henrique Avancini na Brasil Ride
Henrique Avancini na Brasil Ride em 2015 (Crédito Erik Coser / Brasil Ride)

Estou super feliz de voltar à Brasil Ride este ano. Já declarei várias vezes que é a minha prova preferida, a que mais eu curto fazer. Não foi possível trazer algum dos meus parceiros de equipe, mas surgiu uma grande oportunidade de competir com o Jiri Novak. O melhor é que ele é muito tranquilo. Por isso estou bastante animado em participar ao lado dele, uma pessoa que não se estressa. Vou largar bem e em forma, mas não quero o estresse de performance ou resultado. O Jiri é bem sossegado neste sentido e está na mesma sintonia que eu, de terminar bem a temporada” Henrique Avancini.

O tcheco Jiri Novak também avaliou a expectativa para correr com uma nova dupla. Nas últimas três edições ele estava ao lado de seu antigo companheiro de equipe, o holandês Hans Becking. “Estou ansioso para a Brasil Ride 2017 com o Henrique. Será fantástico”, destacou Jiri. “Minha primeira vez na ultramaratona, em 2013, na Chapada Diamantina, foi muito difícil e não consegui completar. Neste mesmo ano, o Henrique venceu e naquela hora percebi que ele era um atleta realmente forte”, relembra o ciclista tcheco. “O Henrique não competiu em 2016 e apenas assistiu ao evento, ou seja, ele está super motivado, igual a mim. Agora é a hora de brigar outra vez pela camisa amarela, a de campeão geral”, define Jiri Novak.

 
Tiago Ferreira na Brasil Ride
O Português Tiago Ferreira, Campeão Mundial de Maratona – XCM (Sportograf / Brasil Ride)

Reconhecimento

Seis vezes vencedora do prêmio Guidão de Ouro de melhor competição do mountain bike no País, a Brasil Ride ganha a cada ano reconhecimento e atravessa fronteiras. Na atualidade, os praticantes da modalidade costumam até comparar o evento com as principais corridas do mundo, apelidando a ultramaratona de “Giro de Itália do MTB”.

 

Cobertura online

Assim como foi em 2016, a oitava edição da Brasil Ride contará com transmissão ao vivo em sua Fan Page do Facebook: www.facebook.com/BRASILRIDE. Largadas, chegadas e as cerimônias de premiação serão exibidas pela equipe de mídia da principal ultramaratona de mountain bike das Américas.

 

Veja também

» Saiba mais sobre a Brasil Ride
» Brasil Ride divulga distancias e altimetrias das etapas da oitava edição
» Confira o nosso ranking com as melhores ultramaratonas de mountain bike do Brasil

 

Fonte

Assessoria de Imprensa da Brasil Ride | ZDL Comunicação

Facebook: tripedalnetTwitter: @tripedalnetInstagram: tripedalnetMore...