Conheça o perfil dos Super Randounneurs brasileiros que irão participar da 19ª Edição do Paris-Brest-Paris: Brazucas no PBP 2019

Luiz Gustavo Ribeiro Siqueira (Fenemê) – V003

Luiz Gustavo

Cidade:
Rio Grande/RS

Idade:
60 anos

Profissão:
Cirurgião Dentista

Como/Por que começou a pedalar?
Quando criança vivia em cima de uma monareta, depois de 45 anos de vida sedentária recomecei a pedalar para fugir da depressão. No primeiro dia não cheguei a 3km. Em 60 dias estava fazendo o primeiro desafio de 100km de MTB. Em 90 dias fui de Rio Grande-RS até La Paloma-Uy.

Qual o BRM/LRM mais marcante?
Difícil definir qual é o mais marcante. Cada um tem sua história e personagens a ser lembrados. Resumindo, lembro do primeiro BRM 200 que homologuei chegando no apagar das luzes; o primeiro 600 internacional de Bagé debaixo de um dilúvio na madrugada; a primeira vez que subi a Rota do Sol num BRM que não cheguei ao final; o último BRM 200 do CAPA onde atropelei uma abelha e a reação alérgica me levou a dois desmaios e mesmo assim consegui homologar ultrapassando um randonneur que estava na ponte staiada rodando no aro ( tenho filmado) ; o BRM 1000 de Urussanga pela organização da prova e, finalmente no último BRM 600 de Florianópolis, meu malabike foi roubado da portaria do hotel enquanto eu tomava banho (o gerente do hotel resgatou a bicicleta e a enviou, uma semana depois, sem ônus).

Já participou de outros PBP? Como foi?
Nunca participei do PBP.

Como foi a sua preparação?
Estava com tudo bem planejado, até que no final de janeiro surgiu um problema na retina do meu olho direito, fato que me levou a duas cirurgias impossibilitando o treinamento programado. Ainda em tratamento fiz o BRM 600 de Florianópolis para fechar a série 2019, vou pro PBP com a visão parcial, que deve ser corrigida numa próxima intervenção cirúrgica marcada para a volta.

Qual a sua expectativa para a prova?
É uma oportunidade única. O simples fato de estar presente num evento de tal magnitude já me deixa realizado. Depois de anos sem nenhuma atividade física, chego aos 60 anos buscando sempre superar meus limites. Agora o desafio é completar a prova dentro das 90h.

luisgustavo1

 

Veja também

» Confira os perfis dos brasileiros no PBP 2019
» Paris-Brest-Paris a mais tradicional prova de ciclismo de longa distância do mundo
» Saiba mais sobre os Brevets Randounnerus e Audax, o Ciclismo de Longa Distância

Facebook: tripedalnetTwitter: @tripedalnetInstagram: @tripedalnetMore...