Evento reuniu milhares atletas que percorreram as distâncias de 4k e 8k passando pelos principais pontos turísticos da capital paulista.

312999_706278_2017mulhersplarg
Largada (Sérgio Shibuya/MBraga Comunicação)

O vale do Anhangabaú, no centro de São Paulo, ficou mais bonito e feminino neste domingo (28). O motivo foi a realização da primeira edição da Corrida Mulher Maravilha, uma prova com duas distâncias, uma de 4k e outra de 8k, e uma caminhada dedicadas, exclusivamente às mulheres, que corresponderam a 95% das inscrições. O evento contou com uma série de atividades direcionadas ao público feminino e agitou o centro nesta manhã. As cerca de 10 mil atletas, de várias idades, puderam mostrar um pouco de sua força, charme, poder e disposição para correr e passar pelos principais pontos turísticos de São Paulo.

Entre as atividades, as participantes puderam fazer selfies e fotos com personagens, e em muitos painéis espalhados pelo local, relaxar com massagens, desfrutar de um toque de beleza, e ainda curtiram o som da banda feminina New Girls, que sacudiu o público presente e, mesmo depois de correr 4k ou 8k, as Mulheres Maravilhas ainda tiveram ritmo e disposição para dançar.

As participantes elogiaram a iniciativa e os cuidados recebidos durante o evento. Alice Yuri Lima Fonseca, vencedora da prova de 4k, comentou que esse tipo de prova motiva muita gente, inclusive pessoas que estão começando no esporte. “A prova foi muito boa e organizada. O percurso foi ótimo, com muitas descidas e bem desenhado. Foi muito legal ver que muitas mulheres vieram participar, e muitas delas, pela primeira vez. Acho que a estrutura e organização atraíram muita gente. Com certeza vou voltar em uma próxima”, falou a corredora de 23 anos.

Adriele de Jesus Silva, que venceu a prova de 8k, também ficou satisfeita com tudo o que encontrou no evento. “Gostei muito das ações. Acho que pelo tema ser Mulher Maravilha chamou muito a atenção da galera. Afinal, toda mulher quer ser uma heroína. Curti o percurso e o evento como um todo. Foi tudo 10 e bem organizado”, contou a atleta de 21 anos, que pratica corridas há apenas um ano e meio.

 

Fonte

Assessoria de Imprensa Yescom

Facebook: tripedalnetTwitter: @tripedalnetInstagram: @tripedalnetMore...