Onde a simplicidade nordestina, humildade e vontade superaram a brutalidade de vários atletas… inclusive a minha, e olha que estou mais treinado e preparado: dei 27 voltas, ano passado 26 e tive um Record pessoal na pista)…

Thiago Drews, o Brou Bruto as 24h da Brasil Ride
Rock Garden “aquático” das 24 Horas da Brasil Ride – Foto: Ney Evangelista

Parabéns Beto Sagan pala extraordinária e merecida vitória, nem patrocínio esse galático tem, mostrando que ninguém pode parar o ser humano com a vontade indomável…

É uma prova de 24 horas, mas são necessárias 24 semanas de preparação, no mínimo! E eu estou no auge da forma física no quesito Endurance, o que é bem diferente de explosão e velocidade. Tenho a melhor Bike, treinamento na Brou Fitness Academia e Treinamento para Atletas, alimentação impecável, os melhores suplementos, vários apoios (Muito obrigado as empresas que me ajudam) e o principal, um psicológico que, modéstia parte, atingiu a plenitude.

 

Como pedalar 24 horas sem dormir? Por Brou Bruto – Vídeo: Marcelo Machado e Ney Evangelista

 

A JORNADA propriamente dita:

Tudo começa com a abdicação, disciplina e determinação.

Viagem na sexta feira para Campinas, palestra maluca da brutalidade compartilhada na Planeta Bike (que por sinal foi mágica, a Rosangela Buratto e equipe me alimentaram para ser campeão, se eu detalhar será feito um livro, muito obrigado a família planeta..) Evento foi top e as 23:30 saí para Botucatu de carro chegando a 1:30 da madrugada, muito bem hidratado e alimentado! as 5:50 acordei e tomei o primeiro café da manhã e fui fazer o reconhecimento do percurso que por sinal estava magnífico: 11 km de Singles, RockGardens malucos, travessia de rios e um asfalto de mais de 2km subindo pra aniquilar qualquer ser humano… as 7:30 já montava minha tenda com o apoio do Julio Cesar Polimentos que fez uma formidável logística sem querer nada em torca, simplesmente pela brutalidade compartilhada, as 8:15 chegava na tenda a Angela Morato e o André (um casal sensacional que preparou toda minha alimentação pré e durante a prova que foi organizada com excelência pela Anisse Marques e Paulo Dantas que não nos deixaram faltar nada nas 24 horas, não é mesmo Raquel Gontijo? tricampeã da Brasil ride). As 10 horas fiz minha última grande refeição e me preparar para a largada.

Meio dia de sábado alinhamos com diversos atletas de várias partes do país, muitos bem mais brutos que eu, sem apoio ou patrocínio, simplesmente por estarem ali fazendo parte dessa grande Festa organizada com maestria pela família Mario Roma e Rafael Campos (parabéns, eu gosto tanto dessa prova que tem gente que acha que tenho participação nos lucros! É AMOR minha gente, simplesmente isso, aliás, tenho lucrado sim, com o eminente crescimento do nosso esporte, ainda vou conseguir colocar no lugar que merecemos!).

Brou Bruto nas 24 horas Brasil Ride
Brilho no olhar sempre, sem fingimento! 24 Horas da Brasil Ride – Foto: Ney Evangelista

FOI DADA A LARGADA: Já tinha a estratégia: Manter a Brutalidade Máxima Constante sabendo que o Beto Sagan iria me alcançar e passar passando, e foi o que aconteceu! A partir daí comecei a me concentrar em não errar e manter a mente, corpo e espírito em equilíbrio, sabendo que o Denilson Ladeira era sim um adversário que me colocava preocupação pelas disputas dos anos anteriores… Mas para minha FENOMENAL surpresa um grande atleta que há dois anos declarava ser meu fã na subida do asfalto quando eu estava dando volta nele (pensem bem o que é o treino, esse ano me alcançou), com 4 horas de prova chegou em mim o Danilo Alves, fiquei maravilhado e pensando que não há mesmo limites para o ser humano treinado, parabéns bruto, quarto lugar honroso). E assim rodamos juntos 2 voltas quando ele decidiu segurar o ritmo, o meu naquele momento crescia e foi aí que meu apoio as 10 horas da noite me falaram que estava há 3 minutos do líder…

Saí pra brutalidade e no Rock Garden maluco passei o meu ídolo e passeia a liderar a prova. Foi um momento mágico, tive sensações inexplicáveis, senti a presença do meu pai, via facilmente o sorriso da minha filha, a força da minha família, pra falar a verdade é difícil explicar tal sensação… E por 2 voltas fiquei na liderança e um pouco antes da meia noite estava dando volta no Danilo e também no Denílson o que me assegurava, entre aspas, um certo conforto com a vice liderança, sabendo que a qualquer momento teria que aceitar a ultrapassagem do FENÔMENO da humildade Beto Sagan… e foi assim que antes da 1 da manha, no asfalto aniquilador de Ser humano escutei: “Bora Brou!” Era Beto Sagan, impiedoso, constante e com a mesma simplicidade nordestina de sempre… Me passou num ritmo um pouco mais forte que o meu, mas suficiente para me mostrar que aquele era o passão Cancelara do CAMPEÃO Brasil Ride 2017, não era tão forte quanto o do Catalão, mas era galático indubitavelmente.

Tenho sempre uma madrugada muito forte, que vem das origens, das corridas de aventuras e do desconforto que me da prazer… Sem contar a torcida por mim, como disse um atleta no circuito: “Em qualidade de torcedores no Brasil você foi campeão, sem dúvidas” um outro disse: “você é a engrenagem que o MTB precisava pra evoluir!” E teve mais: “Meu pai está competindo mas estou torcendo pra você”! “Você é nosso Ayrton Senna”! E o mais impressionante ver o Bruno Paim, atleta bruto, sem os 2 braços dando uma lição de motivação pra quem finge, sobrei de roda pra ele no asfalto, teve isso sim…

Fui ficando cada minuto mais forte e constante, mas sabia que o Beto eu não ultrapassaria na força física, nem tampouco torcia para um problema para ele, isso não é atitude de atleta bruto, “Bruto” é vencer pela força, garra e vontade, e Beto Venceu assim!

Amanhecendo o dia, um pouco antes das 7 da manhã o Denilson me buscou e tirou uma volta que eu tinha na frente… comecei então a fazer as contas de quão mais rápido ele teria que rodar para chegar em mim outra vez e começar a disputa pelo segundo lugar… Haviam ainda 4 horas até as 10:59’59”, naquele momento vc pensa em tudo, cada segundo conta, a disputa maluca não termina, só debaixo do arco do triunfo… Outro cálculo maluco que fazemos mesmo com o cérebro falhando é o das que faltavam e as voltas que teria que abrir se passasse antes das 11 da manhã, tudo isso conta na estratégia maluca… Foi quando as 10:30 vi que teria que dar minha 27 volta, já era recorde pra mim, tendo em vista as 26 voltas do ano anterior, foi aí que com 10 minutos nessa última volta vi um atleta de roupa vermelha abaixado trocando o pneu, e um atleta que disputava quarteto me disse: “Brouzão é seu adversário, vai com tudooooo”! E saí na carniceria maluca, deve ter sido minha volta mais rápida, incrível como temos sempre um algo a mais, mesmo achando que já estamos no limite, não há limites pra o ser humano treinado…. arrisquei, recebia palavras de incentivo no trajeto, fiz força maluca, quando busquei novamente o Denilson e pedi passagem pq era possível eu ser campeão, já que teoricamente Beto estava “furado” (no fim não era ele não viu,rssssssss), e ele abriu em prontidão mas no asfalto me buscou novamente…

Enfim, Muito feliz com o terceiro lugar, sofrido mas realmente para mim, encontro com facilidade PRAZER no sofrimento, essa eu acho que é a magia do nosso Esporte, não medirei esforços para colocar o ciclismo onde ele merece estar, no topo da BRUTALIDADE, e te falo uma coisa: após 300km, quase 24 horas em cima de uma bicicleta tenho certeza que o AMOR é a principal fonte da brutalidade, não importa se você é amador ou profissional, de Peba a Galático, ou um Bruto com características de Peba como eu, dê sempre seu melhor, ache seu limite e vá alem, faça tudo com muito amor no coração sem perder a fé e a esperança, porque no final da contas a posição no pódio pouco importa, o importante é a superação de LIMITES, nesse quesito todos somos iguais, cada um com sua capacidade de se superar, sem perder a HUMILDADE… O SONHO NUNCA ACABA, 2018 tem mais…

E como falei na minha postagem ontem, peço desculpas por não ter conseguido ser campeão pra vocês, esse era meu principal objetivo, presentear vocês com o lugar mais alto do pódio, mas como ninguém quer ser feio você já viun né! Fui superado! Parabéns a todos que largaram para essa jornada pela brutalidade, principalmente quem se supera diariamente mesmo sem apoio ou patrocínio!!

brou-bruto-24h-brasil-ride-4
A brutalidade máxima só depende de você! 24 Horas da Brasil Ride – Foto: Ney Evangelista

MUITO OBRIGADO A TODOS PELA TORCIDA e a todas empresas que me apoiam a tantos anos mesmo nas dificuldades encontradas em nosso esporte, obrigado mesmo, vocês fazem a diferença: ERT Uniformes esse uniforme ficou brutal!!!
#nqsf #elevenbikes #brouaventurasraceteam #broufitnessacademia #suum #glicofast #aooenergia #smoovelube #dinizpneus #kailash #ertuniformes #brasilride #rosinhaoficinadebicicletas #cannondalebra #calypsonet #maxxis #aguamineralviva #tokenbrasil #thule #squeezestronglife #hartsnatural #bullterrieradventure #compressportbrasil e ao Ney Evangelista pala foto maluca no RockGarden aquático e ao Mario Roma pela parceria familiar diferenciada, PARABÉNS

 

Veja também

» Saiba mais sobre as 24 Horas Brasil Ride
» Desafio do Cerrado de MTB e Palestra da Brutalidade em Luis Eduardo Magalhães

Brou Bruto Drews

Thiago "Brou Bruto" Drews é atleta, empresário e professor de educação física. Uma das figuras mais emblemáticas e carismáticas do MTB brasileiro.
Facebook: tripedalnetTwitter: @tripedalnetInstagram: tripedalnetMore...