Os atletas buscam marca inédita para registro no Guinness em prova que será realizada em Brasília, como forma de protesto por coexistência pacífica entre motoristas e ciclistas.

Weimar Pettengill e Adauto Belli em nova aventura
Weimar Pettengill e Adauto Belli em uma bicicleta tandem – Foto: Alexssandro Loyola – Arquivo Pessoal

Brasília, junho de 2016 – Parceiros de pedaladas, corridas e outras aventuras desde 2009, Weimar Pettengill (44) e Adauto Belli (45) estão se preparando para uma marca inédita que terá um dos cartões postais de Brasília como cenário. Adauto Belli é deficiente visual e os dois esportistas irão descer a via dos condomínios do Lago Sul em direção à Ponte JK em uma bike Tandem Speed, que deverá chegar à 140Km/h. A aventura está marcada para o dia 18 próximo e será documentada para registro de recorde mundial de velocidade urbana em bicicleta no Guinness Book.

Toda a documentação de georreferenciamento via satélite, fotos e vídeos serão enviados para homologação do feito pelo Guinness. Um i3 elétrico da BMW será usado para monitorar a descida. Antes disso, porém, os brasilienses poderão conferir e curtir o carro, a bicicleta Tandem e a tocha olímpica conduzida pela dupla recentemente pelas ruas da capital na cúpula sul do Brasília Shopping – próximo ao Fran’s Café, entre os dias 10 e 16 de junho. Os dois atletas atendem a imprensa na segunda-feira, 13 de junho, no Brasília Shopping.

Adauto tem retinose pigmentar, doença degenerativa e progressiva que afeta a região dos olhos responsável pela captura de imagens. Mesmo com a baixa visão, ele nunca se intimidou diante das aventuras esportivas. Ele e Weimar já foram de Tandem (bicicleta dupla) de Brasília à Paraty (1,6 mil Km) pela Estrada Real – rota histórica de povoamento e exploração do interior do Brasil, criada no século XVII – em 18 dias. Os dois também encararam juntos uma ultramaratona de 120Km percorridos em 24 horas no Pantanal.

Além do registro no Guinness Book, a descida tem outro motivo nobre: conscientizar os motoristas que os ciclistas esportivos do DF não têm outra alternativa a não ser pedalar e treinar na rua, dividindo espaço com os carros.

weimar_e_adalto_tandem_guiness“Infelizmente, os motoristas não foram educados para compartilhar as vias com o ciclista. Não há respeito. É preciso conscientizar de forma mais intensa para pouparmos vidas”, lembra Weimar. O atleta reforça a falta de opção. “Não temos velódromo, não podemos usar o autódromo. Não há equipamento público para os treinos”, lamenta. A dupla quer chamar a atenção de motoristas, atletas e autoridades. “A convivência nas pistas pode e deve ser pacífica. As bikes atingem velocidades absurdas e, se todos fizerem sua parte, só teremos boas histórias para contar ao invés de lamentar por vidas perdidas”, aponta.
 

Queremos mostrar que lugar de atleta é na rua. A bicicleta de um atleta tem velocidade compatível com a rua. Queremos que o motorista entenda que o ciclista não está competindo com ele. Então é só deixar a gente passar.” Weimar Pettengill

 

Serviço:

Weimar Pettengill e Adauto Belli no Brasília Shopping
Local: Cúpula Sul – próximo ao Fran’s Café
Datas: Atendimento à imprensa – 13 de junho, a partir das 10h
Mostra dos equipamentos para o público – de 10 a 16 de junho, de 10h às 22h
Mais informações para o público: (61) 2109-2122 e www.brasiliashopping.com.br

Facebook: tripedalnetTwitter: @tripedalnetInstagram: @tripedalnetMore...