Após conquistar o pódio inédito para o Brasil no cross country olímpico em Copas do Mundo de MTB, na Itália, ciclista de Petrópolis (RJ) acaba de conseguir a melhor colocação do País no ranking internacional do cross country

Pódio Avancini na Copa do Mundo de MTB
Pódio inédito de Avancini na Itália (Michele Mondini / Divulgação)

A conquista de um pódio inédito para o Brasil na modalidade do cross country olímpico (XCO) na Copa do Mundo UCI de Mountain Bike, em Val di Sole (ITA), fez o ciclista Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing) subir mais alguns degraus na história do esporte. Com os 150 pontos conquistados na disputa do XCO na Itália, ao terminar em quarto lugar da competição internacional, Avança – como é carinhosamente apelidado – sobe da quarta para a segunda posição do ranking mundial da UCI (União Ciclística Internacional). Pela primeira vez na história um brasileiro atinge tal colocação no ranking da modalidade cross country do MTB.

Na atualização da entidade máxima do ciclismo divulgada nesta terça-feira (10), o ciclista petropolitano do Shimano Sports Team aparece em segundo lugar, com 1.546 pontos UCI no ranking do cross country, atrás apenas do suíço Nino Schurter (SUI), com 2.170. O top 5 tem ainda o francês Stephane Tempier, em terceiro lugar com 1.437 pontos, seguido do companheiro de Avancini, o também francês Maxime Marotte, com 1.411, e do tcheco Jaroslav Kulhavy, com 1.320, na quarta e quinta colocações, respectivamente.

Avancini em nove mesto copa do mundo de mtb itália
Avancini durante etapa de Nove Mesto Na Morávia da Copa do Mundo (Michele Mondini / Divulgação)

O grande salto de Avancini em termos de resultados internacionais veio no Campeonato Mundial de MTB disputado em Cairns, na Austrália, em setembro de 2017. Na ocasião, ele concluiu sua participação na prova com o seu melhor resultado no evento, um quarto lugar e 180 pontos somados, que o fez subir de 14º para décimo e entrar no seleto top 10 do mundo. Na sequência, conquistou seu segundo título da ultramaratona Brasil Ride na Bahia, em outubro, e somou outros 120 pontos, para fechar a temporada passada como número 5 do mundo.

O ano de 2018 continuou sendo de crescimento para o ciclista. Na África do Sul, durante o mês de março, concluiu a ultramaratona Cape Epic em terceiro lugar e somou 130 pontos no ranking, logo após uma oitava colocação na etapa sul-africana da Copa do Mundo de MTB XCO. Em maio, bateu na trave de atingir o pódio na Copa do Mundo da República Tcheca, finalizando o evento em sexto lugar, que o levou para o até então inédito top 3 do ranking mundial, no dia 5 de junho.

Avancini val di sole copa do mundo de mtb
Henrique Avancini recebe a saudação do público (Michele Mondini / Divulgação)

Henrique Avancini segundo lugar no mundial de mountain bikeEstou super feliz com essa marca alcançada. Sempre trabalhei muito tempo pensando em crescer e ser melhor, mas nunca tive um número na cabeça. Não sei o que vem pela frente, mas vou continuar trabalhando. É difícil digerir isso, porque não deixei de ter grandes objetivos pessoais. Minha postura como atleta será a mesma, de querer crescer. Às vezes as coisas se concretizam, você sobe no ranking com melhores resultados, às vezes não. Tenho buscado me aprimorar e é uma felicidade enorme ver isso concretizado em uma tabela, em um número. Fico feliz em trazer mais essa alegria para o esporte brasileiro e para o nosso mountain bike. Dia especial para mim” Henrique Avancini

 

Veja também

» Avancini volta a fazer história e vence prova da Copa do Mundo de MTB em Andorra
» Construindo o que te constrói, por Henrique Avancini
» As 4 Modalidades do Campeonato Mundial de Mountain Bike
» Conheça os principais tipos de provas do MTB Cross-Country (XC)
» Brasil é incluído como uma das etapas de Copa do Mundo da UCI
» Brasil é qualificado para receber o Mundial de 24h solo em Costa Rica (MS)

 

Fonte

Assessoria de Imprensa Shinano Brasil | ZDL Sports

Facebook: tripedalnetTwitter: @tripedalnetInstagram: tripedalnetMore...