Conheça o perfil dos Super Randounneurs brasileiros que irão participar da 19ª Edição do Paris-Brest-Paris: Brazucas no PBP 2019

Nilson Sergio Marcelino – L245

nilson sergio brazucas no pbp

Cidade:
Bastos/SP

Idade:
47 anos

Profissão:
Comerciante

Patrocinador/Equipe:
Não tenho.

Como/Por que começou a pedalar?
Basicamente para melhorar a saúde. Isso foi em 2015.
Em 2016 participei do meu primeiro Brm 200, em Holambra. A partir daí, tenho tentado conseguir sempre um pouco mais; desafiar novos limites. E atualmente meu novo limite/desafio é o PBP.

Qual o BRM/LRM mais marcante?
Com certeza o BRM 400 de Boituva em 2017, quando cheguei em último lugar, faltando 30 segundos para estourar o tempo limite. Todo mundo esperando e torcendo no meio da rua. Muito emocionante.

Já participou de outros PBP? Como foi?
Não. Será meu primeiro PBP, e também minha prova mais longa.

Como foi a sua preparação?
Quando comecei a participar dos BRMs, em 2016, já pensava em participar do PBP. Desde julho do ano passado, conto com uma assessoria esportiva especializada em ciclismo. Alem das provas classificatórias (que serviram também como treino), tenho feito 02 treinos semanais de força, 01 de resistência, além de treinos longos aos sábados e domingos. Isso sem contar com os eventuais passeios com os amigos. Frequento também aulas de pilates, uma vez por semana.

Qual a sua expectativa para a prova?
Pretendo concluir os mais de 1.200 quilômetros dentro do tempo limite das 90 horas. Se possível entre 85 e 86 horas. Porem sem perder a oportunidade aproveitar a experiência de conhecer novos lugares e fazer novos amigos.

 

Veja também

» Confira os perfis dos brasileiros no PBP 2019
» Paris-Brest-Paris a mais tradicional prova de ciclismo de longa distância do mundo
» Saiba mais sobre os Brevets Randounnerus e Audax, o Ciclismo de Longa Distância

Facebook: tripedalnetTwitter: @tripedalnetInstagram: @tripedalnetMore...