Conheça o perfil dos Super Randounneurs brasileiros que irão participar da 19ª Edição do Paris-Brest-Paris: Brazucas no PBP 2019

Rafael Escobar – L246

Rafael Escobar

Cidade:
Brasília/DF

Naturalidade:
Soledade/RS

Idade:
48 anos

Profissão:
Advogado

Patrocinador/Equipe:
Família e amigos

Como/Por que começou a pedalar?
Pedalo desde criança. Meus pais sempre puseram uma bicicleta nas mãos dos filhos, por mais simples que fosse. Na vida adulta os compromissos fizeram o interesse arrefecer, mas, ao vir para Brasília, comecei a retomada ao conhecer os grupos Rebas do Cerrado e Pedal Noturno. A partir de 2016 resolvi me arriscar mais nos pedais longos.

Qual o BRM/LRM mais marcante?
Difícil dizer. Tem o primeiro 200 que completei; o 300 que cheguei faltando quatro minutos para acabar o tempo e com metade dos raios de uma roda quebrados; o 200 em que tive a companhia de minha mãe e um dos meus filhos ajudando nos PC; o 600, no RS em que me tornei Super Randonneur; o primeiro 200 concluído antes do sol se pôr e o primeiro em menos de 10 horas… Os brevets não completados também foram importantes: de cada um, alguma lição importante aprendida.

Já participou de outros PBP? Como foi?
É meu primeiro PBP.

Como foi a sua preparação para o PBP 2019?
Do jeito que deu, conciliando com trabalho e vida pessoal. Fazendo brevets, encaixando uma ida ao Pedrão sempre que possível, uma trilha aqui outra ali…

Qual a sua expectativa para a prova?
Completar no tempo, aproveitando o caminho e já sair pensando no próximo desafio.

Rafael Escobar e sua filha
Rafael e a filha Anna, parceira das trilhas com o Rebas (Arquivo pessoal)

 

Veja também

» Confira os perfis dos brasileiros no PBP 2019
» Paris-Brest-Paris a mais tradicional prova de ciclismo de longa distância do mundo
» Saiba mais sobre os Brevets Randounnerus e Audax, o Ciclismo de Longa Distância

Facebook: tripedalnetTwitter: @tripedalnetInstagram: @tripedalnetMore...