Resultados da 17ª edição da prova internacional de triathlon: O britânico Tim Don quebra o recorde mundial e na elite os brasileiros Igor Amorelli (3º) e Thiago Vinhal garantem vaga para o Havaí.

Ironman Florianópolis 2017 (Divulgação)

O cenário não era o melhor, com muita chuva no final de semana em Florianópolis. Mas como esporte também é magia, a etapa do Ironman na “Ilha da Magia”, realizada pela 17a vez, foi a melhor de todos os anos em termos técnicos. Os britânicos Tim Don e Susie Cheetham foram os vencedores da disputa após o desafio de 3,8km de natação, 180,1 km de ciclismo e 42,2 km de corrida. Tim não só venceu como estabeleceu o melhor tempo do mundo para a marca, com 7h40min23 – antes era 7h44min29. Susie não ficou atrás e com 8h52min00seg, estabeleceu a melhor marca para a prova feminina na capital catarinense.

313007_706326_2017ironfloripatimvence_web_Quando eu vi o tempo não consegui acreditar. A gente nunca pensa que vai quebrar o recorde mundial. O Brasil é um lugar especial para mim, já venci outros eventos aqui e agora tudo isso acontecendo. Estou muito feliz com o meu resultado. Eu troquei de treinador no ciclismo e treinei muito para vir para cá e conseguir um bom resultado. Eu sabia que estava bem, mas não esperava que o tempo fosse esse” Tim Don

Além do título do britânico Tim Don, em 7h40min23, completaram o pódio o sul-africano Kyle Buckingham, em 8h05min43, e Igor Amorelli, com o tempo de 8h06min58. No feminino, quem garantiu a vitória foi a britânica Susie Cheetham, em 8h52min00. A alemã Sonja Tajsich, com a marca de 8h57min36, e a norte-americana Haley Chura, em 8h58min45, complementaram o top 3.

Mesmo com a festa britânica, os brasileiros não fizeram feio, com Igor em terceiro, Reinaldo Colucci em quarto, em seu retorno após sete anos, e Thiago Vinhal em quinto. Igor e Thiago garantiram classificação para a final do Circuito Mundial de Ironman, Kona, Havaí, em outubro.

Igor AmorelliEstou contente com o meu resultado, mas acho que o tempo podia ter sido um pouco melhor. O terceiro lugar em casa foi muito bom, pois consegui bons pontos no ranking para Kona. Agora é retomar os treinamentos, ajustar o que dá pra ajustar. O foco para o segundo semestre será o Mundial no Havaí, então devo fazer algumas provas de 70.3 a partir de agora” Igor Amorelli

Reinaldo ColucciFiz as minhas melhores parciais até hoje na natação, bike e corrida, e, logicamente, o melhor tempo total. Fico bem feliz, porque foram oito anos sem disputar provas de Ironman na distância completa e me senti bem o tempo inteiro. Por muito pouco não garanti a terceira colocação. Porém, no final da corrida faltou um pouco de força para sustentar o ritmo e chegar ao pódio. Tenho a certeza de que essa consistência virá com o tempo. Agora é seguir treinando forte” Reinaldo Colucci

 

ZERO61

Os brasilienses da ZERO61 também se destacaram na 17ª edição do Ironman Florianópolis, liderados por João Carlos, que já participou de 18 competições Ironman e foi 5 vezes para o Mundial em Kona (2000, 2001, 2002, 2007 e 2013), eles conquistaram 3 vagas para a disputa no Havaí. João Carlos, garantiu mais uma participação e ficou em segundo na 40/44 com o tempo de 8h58min22, Vicente Júnior, 9º na 35/39 com o tempo de 09h005min46 e Rafael Diniz, 19º na 35/39, com o tempo de 9h24min26.

victor-hugo_ironmanQUE BELEZA! Oh as coisa melhorando! Mais um IRONMAN confirmado! Dessa vez a chinela cantou em Florianópolis! 3,8 km nadando 180km pedalando 42km correndo em baixo de muita chuva nervosa! Sem vontade de desistir, sem desanimo, sem pessimismo…Cada km percorrido era comemorado! Lembrando o tempo todo como é bom estar vivo!! Foi excelente! Tô felizão de ser jovem e poder fazer essas loucuras nervosas! ‘The truth is…. I am Ironman’” Victor Hugo

 

Família Ironman

Fernanda Garcia concluiu os 3,8 km da natação, 180 km de bike e 42 km da corrida, em 9h58min28. Na disputa por idades, entre 30 a 34 anos, Fernanda foi a terceira colocada, após nadar em 52min58, pedalar em 5h22min18 e correr a maratona em 3h30min44. Enquanto sua mãe completou o desafio em 14h06min41, sétima colocada na categoria entre 55 e 59 anos, concluindo seu décimo Ironman, seu pai finalizou sua sétima participação em 14h54min19, como o 19º melhor triatleta entre 60 e 64 anos.

 

RSD | Tripedal

A triatleta Julia Heide também fez bonito na sua terceira participação no Ironman e se destacou na natação e na corrida entre as mulheres, finalizando a prova em 19ª na 30/34 em 11h15min.

 

Campeões do Ironman Florianópolis

2001- Eduardo Sturla (ARG), 8h11min10s / Wendy Ingraham (EUA), 9h10min02s
2002 – Spencer Smith (GBR), 8h15min38/Nicole Leder (ALE), 9h24min45s
2003 – Oscar Galindez (ARG), 8h16min10/ Bárbara Buenahora (ARG), 9h33min21
2004 – Olaf Sabatchus (ALE), 8h19min32s/Fernanda Keller (BRA), 9h26min05s
2005 – Olaf Sabatchus (ALE), 8h50min56s/Joanna Zeiger (EUA), 9h29min43s
2006 – Oscar Galindez (ARG), 8h15min18s/Lisbeth Kristensen (DIN), 9h20min46s
2007 – Oscar Galindez (ARG), 8h21min11s/Nina Kraft (EUA), 9h12min39s
2008 – Eduardo Sturla (ARG), 8h28min24s/Fernanda Keller (BRA), 9h24min49s
2009 – Eduardo Sturla (ARG), 8h13min38s/Dede Griesbauer (EUA), 9h10min14s
2010 – Luke McKenzie (AUS), 8h07min38s/Tereza Macel (CAN), 9h26min08s
2011 – Eduardo Sturla, (ARG), 8h15min03s/Amy Marsh (EUA), 9h09min39s
2012 – Ezequiel Morales (ARG), 8h22min40s/Sofie Goss (BEL), 9h17min42seg
2013 – Timothy O´Donnell (EUA), 8h01min32s/Amanda Stevens (EUA), 9h05min52s
2014 – Igor Amorelli (BRA), 8h07min53s/Sara Gross (CAN), 8h56min34s
2015 – Marino Vanhoenacker (BEL)/7h53min44s/Ariane Monticeli (BRA), 8h59min08s
2016 – Brent McMahon (CAN), 7h46min11s/Elizabeth Lyles (EUA), 8h54min11s
2017 – Tim Don (GBR), 7h40min23s*/Susie Cheetham (GBR), 8h52min00s**
*Novo recorde mundial | **Novo recorde da prova

 

Fontes

Ironman Brasil
Assessoria de Imprensa Shimano Brasil
Assessoria de Imprensa HTPro Team
ZDL Comunicação

Facebook: tripedalnetTwitter: @tripedalnetInstagram: @tripedalnetMore...