A primeira etapa da Expedição Tripedal Estrada Real percorreu o Caminho do Sabarabuçu entre os dias 12 e 13 de dezembro. Foram dois dias de aventura e diversão nas trilhas e estradas da região, que fica nas proximidades de Belo Horizonte.

Vídeo da Exp. Tripedal: Estrada Real: Caminho do Sabarabuçu (Youtube – Tripedal)

O Caminho do Sabarabuçu, que é uma variação da Estrada Real original, surgiu há cerca de trezentos anos, as serras íngremes do trecho, cortadas por cursos d’água como o rio das Velhas, eram vistas como verdadeiros tesouros, onde seria possível achar ouro e outras pedras preciosas. Essa crença originou-se devido ao brilho que tem a Serra da Piedade (antigo Pico de Sabarabuçu). O que os bandeirantes imaginavam ser ouro é, na verdade, o minério de ferro do topo da montanha, que reflete a luz do sol. Para chegar até a serra que reluzia, esses viajantes buscaram uma rota alternativa entre Ouro Preto, no Caminho Velho, e Barão de Cocais, no Caminho dos Diamantes.

 
Primeiro dia da Expedição Tripedal Estrada Real Caminho do Sabarabuçu
Primeiro dia da Expedição Tripedal Estrada Real – Caminho do Sabarabuçu (Arquivo pessoal)

Primeiro dia

Saímos de Belo Horizonte no dia 12, por volta das 7h. Tivemos o apoio do Chicão (Equipe Brothers), que nos deixou no ponto de largada. Começamos o pedal por volta de 8h30, o clima estava ameno e a estrada bastante escorregadia por conta das chuvas intensas durante a noite, mas nada que chegasse a atrapalhar a pedalada. O trecho até Caeté foi o mais exigente do primeiro dia, subimos cerca de 1000m em 20km. Chegamos em Caeté com uma garoa fina, a marcação do trajeto na cidade é muito ruim, ficamos perdidos por cerca de 30min, devido ao trânsito intenso e a chuva aumentando, mesmo com o tracklog no GPS foi complicado encontrar o percurso.

Após nos localizarmos entramos em um belíssimo trecho até Sabará. Tivemos que adaptar um pouco o trajeto e seguir pela Rota do Ferro, pois o rio parece ter aumentado o volume e arrastado árvores e a marcação do percurso, depois da experiência que tivemos na Chapada dos Guimarães decidimos seguir na estrada principal, já que não estávamos preparados para um eventual pedal no período noturno se nos perdêssemos (lanternas, roupas de frio, etc.).

Chegamos em Sabará por volta de 15h, após cerca de 65km com aproximadamente 1500 de elevação. Optamos por dormir em uma pousada que fizesse a marcação no passaporte para não precisar fazer desvios e termos mais tempo para descansar. Para quem tem interesse em obter o certificado da estrada real, recomendamos aproveitar todas as oportunidades de carimbo, para garantir a quantidade mínima, nem sempre os locais estão dentro da rota ou são facilmente visualizados (não conseguimos carimbar em Caeté).

 
Segundo dia Expedição Tripedal Estrada Real Caminho do Sabarabuçu
Segundo dia da Expedição Tripedal Estrada Real – Caminho do Sabarabuçu (Arquivo pessoal)

Segundo dia

O segundo dia foi bastante desafiador, saímos por volta de 7h30 e já na saída de Sabará passamos por algumas subidas duras. O trajeto até Rio Acima é bastante movimentado, cruzamos por diversos ciclistas e vimos marcações de outras trilhas na região. Tivemos que percorrer parte dos trechos até Rio Acima em asfalto, o que exigiu atenção por serem trechos sem acostamento.

O trecho entre Rio Acima e Glaura foi o mais desafiador do trajeto, são trechos um pouco mais longos sem oportunidade de abastecimento e com a maior altimetria do percurso, tivemos que economizar água já que optamos por utilizar os camelbaks para o transporte de roupas limpas. Chegamos em Glaura às 15h30, após 77km e quase 2.300 de ganho de elevação, sendo que cerca de 1700 m de elevação estão concentrados nos 30km entre Rio Acima e Acuruí.

O Caminho do Sabarabuçu é uma excelente opção para quem deseja vivenciar um pouco da experiência da Estrada Real e não dispõe de muito tempo.

 
Expedição Tripedal Estrada Real Caminho de Sabarabuçu Trecho final, próximo a Glaura
Último trecho do Caminho do Sabarabuçu, próximo à Glaura (Arquivo pessoal)

 

Veja também

» Saiba mais sobre a Expedição Tripedal Estrada Real
» Relato Caminho de Cora Coralina
» Expedição Perau das Andorinhas
» Resumo e comentários sobre a Expedição Tripedal Vão do Paranã

Confira os vídeos de outras expedições do Tripedal:
» Caminho de Cora Coralina
» Chapada dos Guimarães
» Chapada dos Veadeiros
» Chapada Imperial
» Vão do Paranã

 

Referência

Instituto Estrada Real

Facebook: tripedalnetTwitter: @tripedalnetInstagram: @tripedalnetMore...