A Paris-Brest-Paris é uma tradicional prova de ciclismo de longa distância organizada pelo Audax Clube Parisen que acontece de 4 em 4 anos.

Paris-Brest-Paris

Iniciada em 1931 como uma competição de estrada que aceitava a participação de cicloturistas. Em 1951 tornou-se definitivamente um evento Randonneur. Além de ser um dos eventos de ciclismo mais antigos do mundo, também é o maior encontro internacional de ciclismo, com mais de 6000 participantes (Super Randonneurs) de mais de 40 países.

Pôster Paris Brest ParisA próxima edição do PBP acontecerá de 16 à 20 de agosto de 2015. A largada será no Velódromo Nacional, situado em Saint Cyr-Ecole, onde os ciclistas iniciam o percurso da Saint-Quentin-en-Yvelines rumo a Beauce, Perche, Normandia e a Bretanha.

Como em todos os Brevets Audax, há ênfase na autossuficiência. Os atletas podem comprar suprimentos em qualquer lugar ao longo do curso, mas o suporte por veículos motorizados é proibido, exceto em postos de controle. Há um limite de 90h para percorrer os 1.200km, e o cronômetro é executado continuamente.

Para participar, os ciclistas devem tornar-se Super Randonners, ou seja, devem completar uma série de Brevets Audax dentro do mesmo ano civil. A série é composta por brevets de 200km, 300km, 400km e 600km.

Antigamente, ciclistas profissionais participavam da Paris-Brest-Paris como uma demonstração do potencial da marca de suas bicicletas. Atualmente, o foco é sobre o ciclista amador, e mesmo assim, a PBP continua atraindo ciclistas profissionais. Pois, apesar da insistência de que não é uma corrida, a PBP oferece troféus e prestígio aos primeiros finalistas.

Os 1.200 quilômetros e mais de 10.000m de altimetria acumulada, formam uma muralha aparentemente inatingível, onde milhares de atletas, esforçam-se para transpô-la e concluir o desafio. Muitos ciclistas dormem o mínimo possível, às vezes, apenas cochilam por alguns minutos ao lado da estrada.

Para alguns, vale a superação de fazer o percurso no menor tempo possível e vencer seus recordes pessoais, ou até mesmo, o da prova. Para a maioria, concluir o percurso dentro do limite de tempo é a grande vitória.

De todo modo, a Paris-Brest-Paris é uma prova de superação, amizade e confraternização entre ciclistas do mundo inteiro. Infelizmente, poucos brasileiros participaram da PBP, e até a 17ª edição, apenas 28 haviam conseguido completá-la.

Em 1999, Kayo Oliveira, tornou-se o primeiro brasileiro a completar os 1.200km da Paris-Brest-Paris. E em 2003, Manuel Terra, tornou-se o segundo brasileiro a participar e concluir a prova, sendo o primeiro a representar uma equipe brasileira: o Clube Audax Brasil. Washington Silva (Tim) completou o percurso em 74’43”, tornando-se o recordista brasileiro em 2011. Em 2015, Darley Cardoso e Júlia Heide, foram os primeiros brasileiros a participar da prova em uma bicicleta tandem e tornaram-se os recordistas sul-americanos na categoria, com o tempo de 77’30” no percurso de 1.032km de Paris-Brest-Villaines, sendo que o brasileiro mais rápido a completar a prova no mesmo ano, foi Guilherme Dienstmann com o tempo de 72’25”.

 

Para apoiar a nossa equipe na próxima edição, fale conosco.

Estas empresas apoiaram a nossa equipe na Paris-Brest-Paris 2015

Chicos Bike     n4f criações interativas   Associação Recreativa dos Correios
Rossi Service Preventivo Telhados
Arcanjo Alimentos     Vektorama.net      Cleuton Designer

 

Posts Relacionados

– Flèche Velócio
– Audax, ciclismo de longa distância
 

Referências


– Audax Club Parisien

- French Federation of Cyclotourism

– Randonneurs Brasil
 

Facebook: tripedalnetTwitter: @tripedalnetInstagram: tripedalnetMore...